TERRORISTA É TERRORISTA

Eu nunca vi um cristão atirar em ninguém que tenha ridicularizado Jesus. Haja vista o que acontece em passeatas gay pelo mundo afora. Nenhum cristão assassinou um homossexual que se crucificou em via pública. Da mesma forma, não acredito que muçulmanos verdadeiros, autênticos religiosos estejam envolvidos com crimes de morte por causa de ximbocadas com o profeta Maomé.

Os episódios em torno do Stade de France e na boite Bataclan são obra de terroristas que odeiam o Ocidente e não admitem intromissão de franceses na Guerra Síria, querendo vingar-se e intimidá-los em seu próprio território. Assim o fizeram, matando 41 pessoas, quinta-feira, em Beirute.

Terroristas são terroristas e promovem terror exatamente porque não estão preocupados em perder a vida, o que querem é provocar terror. Nenhum terrorista pode querer matar cem pessoas em Paris e sair palitando os dentes. Portanto, não matam inocentes por matar, nem em nome de Alá, matam em nome do ódio e pelo prazer de espalhar terror e matar.

Há um conselho francês que diz: “voir Paris et après mourrir” – ver Paris e depois morrer. Hoje, talvez a prudência alterasse o conselho: antes morrer, que ver Paris.

Pavoroso abraço!

Sosígenes Bittencourt

Esta entrada foi publicada em Fala, Vitória!. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *