Não ria se puder

Está parecendo o cidadão que revelou que acordava tão cedo que estava cruzando com ele mesmo no corredor.

Também está parecendo aquela velha revelação: gosto muito de andar comigo mesmo, eu sou a minha melhor companhia. Aliás, se não fosse eu, o que seria de mim? Se eu não tivesse juízo, já teria endoidado.

Sosígenes Bittencourt

Esta entrada foi publicada em Fala, Vitória!. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *