Enfim, fincaremos a nossa bandeira na Capital.

ablog[e

Recebemos em nossa redação na tarde de ontem (06) os amigos blogueiros Lúcio Cabral e Lissandro Nascimento para uma reunião, cujo tema central girou em torno dos novos desafios da ABLOGPE (Associação dos Blogueiros de Pernambuco).

Com uma diretoria coesa e determinada, sob a liderança do presidente Lissandro Nascimento, nossa instituição continua avançando em todas as regiões do Estado. Este ano de 2013, assim como o de 2012, promovemos muitos encontros regionais e conseguimos êxito na sensibilização dos produtores de mídias à necessidade de um debate mais aprofundado, entre outras coisas, no papel, que ora desempenhamos na atual conjuntura da informação de massa.

Sendo assim, na tarde de ontem (06), procuramos fazer uma reunião no sentido de analisarmos os relatórios, dados e informações que já dispomos, uma vez que contamos nos  nossos registros com quase trezentos blogs cadastrados, número aliás, que vem crescendo todos os dias.

Portanto, a nossa entidade representativa, de caráter adesista  espontâneo, ainda este mês, com a instalação de nossa sede no Recife, “fincará  o pé”, em definitivo, na Capital do Estado.

Hoje, já dispomos de caixa para tal empreitada. Outra coisa importante é que também já dispomos de perspectiva sustentável de receita mensal.

Sendo assim, não posso deixar de nos parabenizar, diretores e associados, por mais esta vitória, face a uma visão futurística e, sem sobra de dúvidas, de muita “poeira na cara” rodando nas estradas do nosso  Estado, até porque, como diz a canção: “quem sabe faz a hora, não espera acontecer”.

ablogpeAcessem: www.ablogpe.com

Esta entrada foi publicada em Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

3 respostas a Enfim, fincaremos a nossa bandeira na Capital.

  1. Luiz Venturosa disse:

    Que feito importante vêm conseguindo esta entidade em nosso Estado. Mas cabe lembrar que nem o SINJOPE – Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco conseguiu progredir em mais de 60 anos lutando pelo direito dos profissionais diplomados. Observe bem, tal associação ‘ABLOGPE’ não têm nenhum profissional habilitado para representar os comunicadores, nem muito menos conhecedores do oficio ético da profissão jornalística, o que vemos todos os dias nessas páginas de blog’s são interesses políticos, melhor dizendo financeiro, do que de fato estar cumprindo de maneira correta seu papel adequado.

    Aconselho caros amigos, não tentas penetrar em ninho de cobra, caso contrário engolirás do próprio veneno. Estão pensando que Capital é interior, que qualquer um abre a boca e se diz ser Jornalista?

  2. NADJANE NOGUEIRA disse:

    Caro amigo virtual e desconhecido, senhor Luiz Venturosa.
    Eu não tenho nem um tipo de ligação física nem jurídica com o ABLOGPE.
    Só quero dar minha opinião,afinal sou uma espectadora do mundo virtual dessa instituição que de forma satisfatória e positiva conseguiu em tão pouco tempo fazer o que os nobres jornalista,formadores de opinião não fizeram, porque os mesmo não tem uma linguagem popular. São de difícil acesso e consecutivamente não respeita a categoria de forma mista.Jornalista não e a mesma coisa que blogueiro,o blogueiro fala de sexo,política,cultura popular,religião etc.O jornalista não!!!O jornalista escreve para quem sabe decifrar o que foi escrito, Querendo dificultar a gramatica, Qualquer pessoa deve ser livre para criar seu próprio órgão de imprensa. A liberdade, enfim, não deve ser limitada por um “filtro legal” – e a exigência do diploma, aos olhos do Supremo, é um filtro, um obstáculo, uma barreira incompatível com o sentido profundo da Constituição federal. A obrigatoriedade, instituída em 1969, tinha um objetivo tão claro quanto autoritário: controlar de perto, por meio dos registros no Ministério do Trabalho, todos os que estivessem empregados em jornais. Só servia à ditadura.
    Agora, na democracia, não tem sentido. Exatamente por isso, não há obrigatoriedade do diploma de jornalista em nenhuma outra democracia. Isso só ocorreu no Brasil. Além disso, a obrigatoriedade do diploma cria um desnível entre os portadores desse diploma e os demais cidadãos:Porque existem os cidadão que não sabe ler nem escrever más fala como um papagaio, os primeiros teriam mais “liberdade” de atuar na imprensa do que os outros cidadãos o que resulta num privilégio francamente inconstitucional.Sendo que existe varios blogs a ser seguido,quem não gosta de política visita o próximo blog…Eu não sou formada em finanças,nem contabilidade e sou diretora financeira,falo e escrevo em 4 idioma e não sou tradutora más faço o serviço dos diplomados em linguá tradutória,sem mais e com apreço NADJANE NOGUEIRA.
    PARA FINALIZAR OS SENHORES DO ABLOGPE FAVOR ME INFORMA COMO FAÇO MEU CADASTRO,SEM LUTA NÃO CHEGAREMOS A LADO NEM UM….

  3. Pingback: Internauta interage com a ABLOGPE | Blog do Pilako

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *