Aqui em Vitória é assim: nem o “basicão”.

Foto ilustrativa - autor desconhecido

Há três meses, cobramos da Secretária de Defesa do Cidadão, responsável pela Diretoria de Trânsito de nossa cidade, a falta de faixas de pedestres no centro de Vitória, mas, até agora nada foi resolvido. Justificativas como falta de dinheiro em decorrência de dividas deixas pela administração anterior, já não colam. Afinal, quanto deve custar latinhas de tintas especiais, para realizar tal serviço? – não será nenhum exagero se daqui a pouco alguma ONG da cidade acabar fazendo uma daquelas campanhas apelativas do tipo “Pedestre Seguro, é Pedestre Responsável: Doe um real e ajude a Prefeitura a Pintar as Faixas de Pedestre”. Falta de dinheiro, não é. De mão de obra, também não. Esse tipo de desculpa, não cola nos tempos de hoje. O que falta, então, para o problema ser resolvido? Como se isso, não fosse um das responsabilidades ditas “o basicão” da Prefeitura. Mas aqui em Vitória é assim: nem o “basicão”.

Esta entrada foi publicada em Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

5 respostas a Aqui em Vitória é assim: nem o “basicão”.

  1. Renato disse:

    Você foi lá na prefeitura e solicitou na respectiva diretoria?

  2. Hugo disse:

    Ei Renato, quer dizer que pra a prefeitura fazer as suas obrigações, alguem tem que solicitar na secretaria ou diretoria, que seja, e ainda tem que protocolar é a solicitação é? — faça-me favor!!! Comentário muito descabido o seu!….

    Daqui a pouco vão dizer que pra o prefeito varrer as ruas e recolher os lixos, a população vai ter que fazer solicitação por escrito.

    É, esse povo gosta de fazer graça viu;;;;

    • J.S. Machado disse:

      E será que quando o prefeito ao assumir o cargo e foi logo pintando a cidade toda (pintou até azulejo), foi por solicitação de algum munícipe? E o engraçado é que ele dizia que a prefeitura tava lisa e devendo, mas prá isso teve bastante dinheiro. Seria aquela pintura naquele momento tão importante e tão urgente? E por que até hoje não tem verba prá fazer o feijão com arroz? Esses incompetentes arrumam desculpa esfarrapada prá tudo!

  3. LEONARDO disse:

    Como você governaria um Municipio feito Vitória pagando parcelas de quase 800 mil por Mês de Dívida deixada pelo Ex prefeito Aglailson? Elias encontrou a prefeitrura arrombada, sem verba, sem dinheiro, sem crédito, sem computadores, sem lápis, sem caneta, sem papel, sem ar condicionado, sem cadeira pra sentar… NADA, ficou 2 mesês exposta,porque vocês não foram lá ver o buraco, o vázio que estava aquilo. Arrumar a casa não é fácil, pagar dívidas dos outros não é Fácil. Và na Prefeitura agora e veja como está, tudo organizado, Agora que está tudo entrando nos eixos, as contas equilibradas é que Elias Lira vai poder trabalhar e cumprir com o que prometeu, com tanta dificuldade já fez muito, 50 industrias, shopping, praças, pontes, asfalto, calçamento, agência de trabalho…. enfim, Fácil é criticar quando se é leigo no assunto. Mas vamos pra frente. ELIAS LIRA RUMO AO TETRA – 4º MANDATO. VOU CONTINUAR COM ELE.

    • J.S. Machado disse:

      Engraçado é que a conversinha de Elias é idêntica à de Aglailson. E se a prefeitura tava tão arrasa financeiramente, onde arrumou verba prá tanta pintura no início do mandato? E por que prometeu tanto se já sabia que receberia a prefeitura daquele jeito? (ou ele confiava em Aglailson?). Todo prefeito espertalhão usa essa mesma conversinha, então, conta outra, dentinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *