RETROSPECTIVA VITORIENSE 2015: Fatos políticos e administrativos.

tlx

janDESMONTE ADMINISTRATIVO

devPara os funcionários  contratados pela municipalidade,  o ano de 2015 começou apertado. O prefeito Elias Lira promoveu uma espécie trabalho semiescravo na cidade. Funcionários trabalham sem receber salários para “segurar a vaga”.

MARFECHAMENTO DO HOSPITAL GERAL

dev1A partir do  dia primeiro de março o Hospital Geral da Vitória encerrou suas atividades. Tal decisão se deu por imperativa necessidade em razão da imposição de teto financeiro imposto pela Secretaria Municipal de Saúde, face às elevadas glosas (não pagamento) realizada,  sem  justificativas, pelos  auditores  vinculados a prefeitura da Vitória.

MARCOMUNIDADE DO CAJUEIRO REAGE.

dev2No mês de março  moradores do bairro do Cajueiro se organizaram e expulsaram alguns  “invasores” de terreno público da cidade. Segundo informações a ocupação ilegal havia sido autorizada pelo próprio prefeito Elias Lira. Depois  de denuncia formal às autoridades policiais os moradores replantaram árvores no local.

ABRESCURIDÃO: ILUMINAÇÃO PÚBLICA

dev3Após a transferência dos serviços de iluminação pública, da CELPE para  Prefeitura Municipal da Vitória, em função da legislação, os munícipes passaram a conviver com caos. No Centro Comercial e em praticamente todos os bairros, os vitorienses passaram a conviver com a escuridão.

MAIÔNIBUS DOS UNIVERSITÁRIOS  SUCATEADOS

dev4A falta de fiscalização ao transporte publico,  por parte da prefeitura, provocou uma audiência publica no mês de maio,  para tratar do tema. Nesta ocasião os estudantes universitários fizeram um movimento intitulado “Regulabusão” para denunciar à precária situação dos ônibus dos universitários e também pedir melhorias no serviço.

SETGARANTIA DE PARTIDO

devNo mês de setembro os empresários Zé Catinga (43) e Zé da Juliana (50) recebem  garantia dos seus respectivos partidos (PV e PSOL) da legenda para disputar um mandato majoritário nas eleições municipais em 2016.SETAUMENTO DE VAGAS DE VEREADOR

No mês de setembro a Câmara de Vereadores, em duas votações, confirmou o aumento de vagas para próxima legislatura. A Casa Diogo de Braga, a partir de 2017, passa a contar com dezenove assentos, oito a mais que os atuais onze.

NOVANIMAIS NAS RUAS

dev5A inoperância da gestão do Governo de Todos faz com que os porcos, antes restritos aos bairros, invadissem a Praça da Matriz e promovessem a imundice e o  caos no principal logradouro público de convivência coletiva da Vitória.

NOVELIAS MARTINS TRANSPARÊNCIA.

eliasNo quesito transparência pública o destaque do ano fica para o vitoriense, consultor em gestão pública,  Elias Martins. Ele trabalhou mais que os onze vereadores juntos. De maneira independente Elias Martins deu publicidade aos números da gestão pública municipal. Expôs, inclusive, a folha de pagamentos dos gabinetes onde muitas pessoas  recebem salários sem prestar serviço à municipalidade.

NOVFILA NA PORTA DA UNIDADE DE SAÚDE.

dev6Depois de muitos comentários nos blogs da cidade e nas redes sócias, expondo o problema, a Rede Globo de Televisão mostra a forma como as pessoas pobres que precisam de um atendimento médico são tratados nos postos da prefeitura. Em pleno século 21 os vitorienses são obrigados a dormirem pelas calçadas para poder pegar uma ficha de atendimento médico.

Esta entrada foi publicada em Retrospectiva 2015. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *