RETROSPECTIVA 2016: Fatos Políticos e Administrativos

CARNAVAL SEM INVESTIMENTO

A gestão do Governo de Todos encerra o seu ciclo de oito anos na coordenação do carnaval vitoriense, em 2016, de forma melancólica. Sem nenhum investimento nas agremiações carnavalescas,  a prefeitura promoveu um carnaval sucateado: sem ornamentação, sem iluminação e sem a menor organização.

A CIDADE NO ESCURO

O ano na cidade da Vitória também foi marcado pela escuridão nas ruas, em praticamente todos os bairros do município. Com a transferência dos serviços de iluminação pública da CELPE para a gestão do Governo de Todos, o setor foi sucateado e até a iluminação do  Centro Comercial foi esquecida.

IMOVEIS DO MUNICÍPIO SÃO NEGOCIADOS.

O prefeito Elias Lira promove a maior sequência de  desafetação da história do município. Ruas, prédios no Centro Comercial e galpão as margens da BR 232, são transacionadas em troca de asfaltamento de ruas, calçamento de ruas e construção de ponte. Algumas operações foram questionadas pela justiça.

ESCOLHA DO CANDIDATO PELO PREFEITO.

A escolha do candidato a prefeito do grupo liderado por Elias Lira foi traumática para seus liderados. Os secretários Ozias Valentim e Paulo Roberto travaram uma verdadeira guerra interna que rachou o conjunto. Paulo Roberto acabou ganhando a parada e Ozias cedeu, ocupando a vaga de vice na chapa majoritária. A decisão unilateral de Elias Lira não agradou a maioria do grupo “amarelo”.

INVASÃO AOS ESPAÇOS PÚBLICOS

O ano de 2016 também foi marcado por invasões a espaço público. Além dos prédios no Centro Comercial e às  margens da movimentada Avenida Henrique de Holanda a própria prefeitura, por ocasião de uma reforma em um posto de saúde no bairro de Águas Branca, também invadiu o passeio público.

O PRÉ-CANDIDATO A PRESIDENTE ÁLVARO DIAS EM VITÓRIA.

No feriado da independência, 07 de setembro, o senador pelo estado do Paraná e pré-candidato a presidente da República, Álvaro Dias, visitou a cidade em agenda política, com o então candidato a prefeito Zé Catinga.

FUNCIONÁRIO DA PREFEITURA EM GREVE POR SALÁRIOS ATRASADOS

No  mês de setembro a cidade também ficou marcada pelos movimentos grevistas deflagrados pelo funcionalismo público municipal. Atrasos de salários, entre outras reivindicações, foram os motivos pelo os quais  levaram as pessoas às ruas para cobrar  dignidade e respeito.

ESPIONAGEM, PERSEGUIÇÃO E AGRESSÃO NA CAMPANHA ELEITORAL.

O processo eleitoral também foi marcado por cenas de filmes de James Bond. O candidato a prefeito Paulo Roberto, ao saber que estava sendo filmado,  em um ato de campanha no bairro da Militina, no dia 13 de setembro, perde o controle emocional e, em perseguição automobilística, parte para agressão. As cenas são gravadas e disponibilizadas através das redes sociais.

ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS PROTESTAM PELO SUCATEAMENTO DOS ÔNIBUS.

Durante vários sábados do mês de setembro os estudantes universitários, através do movimento #RegulaBusão, ocuparam a Avenida Mariana Amália para protestar contra o  sucateamento dos ônibus dos estudantes, promovido pela gestão do Governo de Todos.

DEBATE ELEITORAL NO CAV.

No dia 20 de setembro aconteceu o primeiro debate eleitoral na nossa cidade, promovido por uma instituição independente. O evento de caráter cívico eleitoral foi promovido pela  ADUFEPE – Associação dos Docentes da Universidade Federal de Pernambuco e ocorreu na Quadra do CAV. Dos cinco postulantes, apenas três compareceram: Henrique Filho, Edmo Neves e Zé Catinga.

AGLAILSON JUNIOR É ELEITO PREFEITO DA VITÓRIA.

No domingo 02 de outubro a chapa formada pelo deputado Aglailson Junior (PSB) e pelo vereador Doutor Saulo (SD), prefeito e vice,  respectivamente, é consagrada vencedora na disputa eleitoral local, com 30.935 sufrágios. Na mesma noite, em movimento festivo, vencedores e correligionários comemoraram pelas principais ruas da cidade.

CASA DIOGO DE BRAGA COM 19 VEREADORES.

Eleitores vitorienses elegeram pela primeira vez dezenove vereadores para representa-los. A saber: Marcone da Charque – PSD (2.858), Irmão Duda – PSDC (2.812), André de Bau PSD (2.744), Mano Holanda – DEM (2.693), Lourinaldo Junior – PMDB (2431), Celso Bezerra – PSDB (2.240), Romero Querálvares – PSB (2.068), Edmilson de Várzea Grande – PMDB (1.937), Jota Domingos – PTC (1.842), Novo da Banca – PSD (1.757), Xanuca – PSD (1.574), Toninho – PRB (1.502), Marcos da Prestação – PV (1.493), Silvia do Geral – PSB (1.413), Danda da Feijoada – PPS (1.292), Zequinha Moto Taxi – DEM (1.139), Baixa Emiliano – PTC (993), Geraldo Filho – PR (875) e Frazão – PRP (740). Todos diplomados no dia 19 de dezembro.

MAIS UMA MULHER NO PARLAMENTO. 

A Técnica em Enfermagem, Silvia Moura de Jesus – Silvia do Geral – foi a quarta mulher da história política local a conseguir um assento na Casa Diogo de Braga. Com  forte trabalho  social na área da saúde,  Silvia já havia disputado o mesmo cargo antes, sem sucesso.

ANDRÉ CARVALHO: UMA VOTAÇÃO EXPRESSIVA. 

Com a proposta de um mandato colaborativo o jovem ativista social,  André Carvalho,  não conseguiu um assento na Câmara de Vereadores, mas saiu das urnas com a oitava maior votação individual da eleição. Filiado ao PSOL,  André teve no movimento estudantil sua mais forte bandeira.

DESMONTE DA MÁQUINA ADMINISTRATIVA.

A gestão do Governo de Todos na primeira semana após as eleições municipais, realizada no dia 02 de outubro, promoveu um verdadeiro desmonte administrativo: demitiu funcionários não efetivos, fechou unidades de saúde e cancelou serviços essenciais à população, sobretudo aos mais carentes.

COLETIVA DE IMPRENSA: EQUIPE DE TRANSIÇÃO. 

No dia 20 de outubro o prefeito eleito Aglailson Junior convocou uma coletiva de imprensa para anunciar sua equipe de transição. O evento aconteceu no Teatro Silogeu. Lívio de Oliveira Amorim foi nomeado o coordenador geral da equipe.

ENTREGA DOS APARTAMENTOS: MINHA CASA, MINHA VIDA.

No final do mês de outubro a prefeitura da Vitória e a Caixa Econômica Federal promovem sorteio e a entrega dos últimos apartamentos do conjunto residencial Jardins da Vitória, localizado no bairro de Militina, dentro do projeto do Governo  Federal –  Minha Casa, Minha Vida. Ao total,  896 novas unidades foram entregues.

ÔNIBUS DOS ESTUDANTES PARAM

Após inúmeros protestos e muitos comentários nas redes sociais,  sobre às precárias condições e insegurança no transporte coletivo oferecido aos estudantes, sob a coordenação do Poder Público Município, o prefeito Elias Lira retira-os de circulação,  deixando os universitários sem transporte para conclusão do anos letivo de 2016.

AMBULANTES INVADEM AS CALÇADAS NOVAMENTE

A gestão do Governo de Todos,  numa ação orquestrada,  permitiu, logo após as eleições municipais, que os comerciantes ambulantes invadissem as calçadas do Centro Comercial e as praças da cidade. A ação fez parte do desmonte administrativo municipal, promovido pelo prefeito Elias Lira.

 

DIPLOMAÇÃO DOS ELEITOS

No dia 19 de dezembro aconteceu no auditório do Ministério Publico da nossa Comarca a solenidade de  diplomação dos eleitos nas eleições de outubro. No evento compareceram todos eleitos no pleito. O evento foi coordenado pela juíza  da 18ª Zona Eleitoral,  Malu Marinho Sette e pela  promotora pública Joana Cavalcanti.

FUNCIONÁRIOS OCUPAM PRÉDIO DA PREFEITURA

O dia 21 de dezembro é marcado pela  ocupação no prédio da prefeitura. Após atrasos nos salários e o não pagamento do décimo terceiro a parcela dos  funcionários e aposentados, manifestantes ocupam dependências do prédio  sede do Poder Municipal, prometendo só sair com o restabelecimento dos respectivos pagamentos.  Gestores silenciam.

Esta entrada foi publicada em Retrospectiva 2016. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *