Momento Cultural: COR – LUZ – SOM – por Melchisedec

Melchisedec

COR – Os corpos celestes do nosso sistema solar irradiam cor, luz e som, que são percebidos por nós, os humanos, filhos do universo e irmãos das estrelas. Através de cada uma das faixas de um espectro de luz, captamos as cores.

As cores estão presentes na moda e no ambiente. Elas são estudadas e aplicadas na indústria de acordo com o rendimento que se pretenda dar.

As cores tem importante papel a desempenhar na nossa vida, porém devem ser usadas adequadamente, visto que elas tem o poder de transmitir grandes benefícios e isso é tão importante que os antigos egípcios, gregos e chineses deixaram para posteridade, como herança a cromoterapia.

O pensamento é forma e imagem. Quando pensamos em determinada cor, criamos uma corrente cuja frequência atinge um determinado objetivo.

De acordo com alguns infectologistas, alguma cores possuem as seguintes propriedades:

  • Vermelho – é revigorante, indicado nos estados de apatia, pressão baixa, depressão, anemia, paralisia, reumatismo, artrite e circulação.
  • Laranja – recomendado nos casos de depressão, batimento cardíacos, asma e bronquite.
  • Azul – tem propriedade relaxante, tumores, membros inchados e vermelhos, tensões nervosas, laringite, faringite, distúrbios da hipófise e da tireoide.
  • Rosa – vitaliza o sistema nervoso e facilita o controle da mente.
  • Anil – é indicado para os problemas nos olhos, ouvido, nariz e garganta.
  • Verde – equilíbrio, metabolismo hepático, restaura o aparelho digestivo, pressão arterial, coração.
  • Amarelo – estimula as células nervosas do cérebro, problemas circulatórios, prisão de ventre, fígado e baço.
  • Violeta – possui propriedades anticépticas, sistema nervoso, diminui as cáries, aumenta o QI das crianças e o magnetismo das pessoas.
  • Branco – reúne todas as cores e o organismo absorverá o que precisa.

Alguns infectologistas já admitem o uso da cromoterapia na cura de certas doenças.

O poder curativo das cores pode se manifestar de forma mais intensa, atuando diretamente sobre os órgãos que se quer curar.

O sucesso está na convicção de que se aplicarmos as cores estamos transferindo para o doente o tipo de onda eletromagnética emitida por cada tonalidade.

Quando a ciência comprovar que o trabalho da cromoterapia pode acarretar alterações profundas na saúde do paciente, então ficará mais fácil
às curas nos hospitais e os pacientes se sentirão mais seguros e mais confortáveis no ambiente hospitalar.

LUZ – é a claridade emitida por certos corpos, que determinam o fenômeno da visão que se manifesta pelas cores. Ela emite 562 trilhões de vibrações por minuto.

A luz solar é formada por uma mistura de radiação, podendo ser decomposta por meio de primas, de acordo com o seu comprimento de onda, decrescendo de maneira imperceptível, do vermelho para o violeta.

Esta entrada foi publicada em Fim de Semana Cultural. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *