RETROSPECTIVA 2013: O Mico do Ano.

MICO

imagesAnotamos como o MICO DO ANO a inusitada divulgação em carro de som, pelas principais ruas da cidade, da programação da TV Vitória. Certamente, por está amargando os piores índices de audiência da sua história, a direção da TV, no dia 15 de outubro, se utilizou de tal ferramenta, já que a cidade tem forte tradição neste tipo publicidade, para anunciar uma cantora em um dos seus programas.

Sendo assim, catalogamos, na RETROSPECTIVA 2013, o fato de um carro de som anunciando a programação da TV Vitória, salve engano, caso único no mundo, como o MICO DO ANO na cidade da Vitória  no ano de 2013.

Relembre, clique e leia a matéria.

Esta entrada foi publicada em Retrospectiva 2013. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a RETROSPECTIVA 2013: O Mico do Ano.

  1. Emerson Lima disse:

    Caro amigo Cristiano Pilako, mais um vez uma gaff da sua parte. O autor desse episódio mantém um programa que é semanalmente exibido na TV Vitória todas as quartas feiras, pois a atitude não foi da emissora, mais sim do próprio apresentador, que na ocasião divulgava as atrações artísticas do seu programa, não a programação da tv; atesto e confirmo o que escrevo porque mantenho laços de amizade com o diretor de produção e conteúdo da TV ‘Sandro Rogério Alvares’. Além do mais, caso fosse uma divulgação da tv, não seria neste veículo sonoro que você registrou, pois a família Queralvares possui inúmeros carros de propaganda volante e trios elétricos que facilmente seriam reconhecidos pelas ruas da cidade.

    É fato, que a TV Vitória ficou dois meses fora do ar, durante março e abril de 2013, não afetando em hipótese alguma sua audiência, onde o senhor “Pilako” é sem dúvida telespectador assíduo da sua grade de programação. Apesar de jovem, já atuei durante mais de cinco aqui em Vitória neste mesmo cenário um pouco abusivo da comunicação vitoriense que nunca muda, devido a esta mesma politicagem que é tratada com interesses pessoais. São assuntos impróprios como este seu, que me faz desacreditar que o dialogo informal na cidade nunca irá mudar, sendo assim uma das razões para me afastar de uma vez por todas dessa rinha das rádios, blog’s, mídia impressa e até mesmo a TV Vitória, emissora que me fez adquirir bastante experiência durante meu ponta pé inicial no mundo da comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *