Cores e seu bom uso na decoração – Amarelo e Verde

Hoje veremos mais 02 cores: Amarelo e o Verde.

Amarelo

Uma cor QUENTE, que remete a luz, claridade e alegria e como alegria demais pode ser surto psicótico (rsrs), em excesso esquenta e pode irritar. Os tons de amarelo podem variar desde o claro, quase branco, o atenuado – como misturado com cinza – puxando para o creme, o mais frio, quase verde, até o mais quente, quase laranja. E todos estes tons geram sensações diferentes nos ambientes.

Na cozinha, sendo uma área já quente por natureza, devido ao fogo, o amarelo ficar melhor quando atenuado ou quando há elementos em branco. Repare na 1ª foto que o amarelo forte do fundo da cozinha é “temperado” pelo branco de todo o resto e ele cumpre a função de fazer a cozinha parecer menos cumprida, pois parede pintada em cores quentes dão a sensação de estarem mais próximas. Na 2ª foto o amarelo cobre as 2 paredes, mas é estampado com branco e, novamente, todos os elementos restantes são brancos. Veja que nas 2 fotos há alguns elementos em outra cor (verde e rosa escuro) que dão um tom contraste aos ambientes.  Já na área de trabalho da 2ª foto, o amarelo é quase ouro, uma cor que dinamiza, dá energia,coisa boa para ambiente de trabalho. Mas repare que o amarelo está da cadeira pois olhar esta cor o tempo todo cansa os olhos e, como disse, pode irritar.

No canto de leitura novamente o amarelo é atenuado e usado com o branco. A poltrona, em tem tom avermelhado e combina harmonicamente.  No 1º quarto o amarelo é quase creme e o branco e o verde ajudam a criar uma sensação de tranquilidade e leveza. Já no 2º quarto, a intenção é de criar um clima mais “quente e sensual”, com o amarelo mais forte o vermelho e os marrons.Na sala o amarelo traz luz e alegria, mas veja que neste exemplo, apesar de uso do branco e do amarelo estar somente nas flores da estampa da cortina e papel de parede,  ele beira ao excesso (se a cortina fosse lisa ou o papel de parede somente em uma das paredes ou em parte delas, para mim, o resultado seria mais harmonioso).

Verde

Como sabemos, o verde é a mistura de AMARELO + AZUL. E as diversas tonalidades do verde dependem da quantidade de AZUL e AMARELO que misturamos para obter a cor. Quanto mais AMARELO, mais a cor fica “quente” e refrescante. Quanto mais azul, mais a cor fica “fria” e tranquilizante. Isso porque as características da cor que é usada em maior quantidade é que sobressaem.

Mas além disso, todas as cores podem adquirir outras tonalidades ainda quando “misturadas” a cinzas (isso se chama “atenuar” a cor, diminuindo sua vibração).

Como você sabe o cinza é a mistura de preto e branco. E se você mistura um cinza que tem mais branco, temos os tons leves e diáfanos do verde. Se, ao contrário mistura um cinza que tem mais preto, encontra os tons mais fechados e sombrios do verde (o termo técnico para isso é saturação da cor). Veja no quadradinho que fiz abaixo, para entender melhor. Pode ser que você não consiga ver as cores corretamente devido às diferenças de cor entre os monitores que usamos, mas acho que a idéia fica clara, certo ?

Então, veja agora o efeito dessa teoria toda aí em cima nos ambientes abaixo:

O 1º e o 3º ambientes usam verdes com mais amarelo e não atenuados. Por isso são vibrantes. Para compensar toda esta vibração eles são usados com branco, o que “tranquiliza” um pouco o ambiente. Esta cor, por sua característica refrescante é boa para cozinhas, quartos de jovens e qualquer lugar onde você queria passar uma sensação de vivacidade, frescor, estímulo. Mas há que haver cuidado com o excesso, principalmente em ambientes pequenos.

Já o banheiro (2ª foto) e o quarto de bebê usam verdes atenuados, principalmente o quarto do bebê, um verde amarelado e atenuado com cinza claro. Perceba que não há vibração, mas sim uma sensação de tranquilidade, perfeita para um quarto de bebê.

Neste quarto e na última sala o verde foi bem atenuado com cinzas escuros, principalmente no quarto. A sensação que esta cor propicia é de um ambiente onde nos sentimos bem, protegidos, aconchegados. Veja que novamente o branco aparece, mas agora com a função de não diminuir o espaço e nem “sufocar” escurecendo demais. Na sala um verde com pouco amarelo e um pouco atenuado, perceba que ao mesmo tempo que dá uma ligeira sensação de frescor, também dá a sensação de aconchego. Outra coisa que podemos notar é como o marrom, a madeira, o cru, ficam bem com verde, não é mesmo?

Edson Santos
Designer e Artista plástico
edsonsantos@blogdopilako.com.br

 

Esta entrada foi publicada em DecorArt. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Cores e seu bom uso na decoração – Amarelo e Verde

  1. Bianca Côa disse:

    Olá,

    Gostei muito da explicação sobre a cor verde. Quero pintar a parede da minha sala de jantar que é no mesmo espaço da sala de estar/tv com um tom do verde06. Você se baseou em alguma marca do mercado? Poderia, por favor, me contar qual foi?

    Desde já agradeço.

    Atenciosamente,

    Bianca Côa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *