Madre Tarcísia – por Jodalvo Sampaio Couto.

O amor em prol da educação fez de Madre Tarcísia um exemplo de dignidade espiritual e do ensino. Quem estudou no colégio Nossa Senhora da Graça, em meados dos anos 80 e 90, aprendeu geografia com a professora que sempre dava as aulas com uma varinha nas mãos.

Na época não existia os aparelhos eletrônicos de hoje, mas a varinha fazia o mesmo efeito. Bons temos de uma época que sonhávamos ao estudar e que a imaginação era o limite. Bons tempos fundados no respeito. Bons tempos em ter uma professora que sempre se fazia entender aos seus alunos que geografia não se decora, mas se aprende e quando se aprende fica para a vida toda.

 

 

Obrigado Madre Tarcísia – Obrigado Colégio Nossa Senhora da Graça.

Jodalvo Sampaio Couto – advogado. 

 

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *