Guerreiras das Tabocas seguem firmes na Capa do Brasil

No último sábado (24) o time feminino do Vitória derrotou no Estádio Carneirão o São Francisco do Conde da Bahia por 4 x 0 e segue firme na Copa do Brasil.

Publicado em Editorial | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Posse da Academia Vitoriense de Letras, Artes e Ciência. (2005)

Foto registrada durante a reunião de posse dos Acadêmicos realizada em Outubro de 2005. Em pé: Melchesedec (o fundador), Mário Gerôncio, Dilson Lira, Altemar Pontes, Stevson Soares, Hely Ferreira, Evandro Andrade, Aldenisio Tavares, Jones Pinheiro, Ubirajara Jr, Arquiles Petrus, Egidio Timóteo, Pedro Ferrer. Sentadas: Lúcia Martins, Mária de Fátima, Cristina Francelino, Lúcia Beltrão, Severina Moura, Luciene Freitas e Valdinete Moura.

Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Vitoriense é destaque no X Congresso de Ecologia do Brasil 2011

Nelson é o primeiro à esquerda.

O jovem biólogo Nelson Lima, 23 anos, foi um dos destaques do X Congresso de Ecologia do Brasil realizado na cidade de São Lourenço em Minas Gerais, de 18 a 22 de Setembro. Seu trabalho foi considerado como um dos dez melhores trabalhos do congresso que contou mais de 2.500 participantes de todo o Brasil e com mais de 2.000 trabalhos submetidos.

Nelson é mestrando do programa de pós-graduação em Biologia de Fungos da UFPE (Recife). É a segunda vez que se destaca em um congresso de expressão nacional. Em novembro do ano passado recebeu o prêmio de melhor trabalho de mestrado do VI Congresso Brasileiro de Micologia (estudo de fungos) realizado na UnB (Universidade de Brasília).

Com informações de Emyliane Lima
Publicado em Editorial | Deixar um comentário

2º Luau do Coelho

Publicado em Editorial | Deixar um comentário

O Tempo Voa em Vídeo: Paulo Freitas

Paulo Freitas sendo entrevistados por Bartolomeu, durante festa dos 85 anos do Clube Abanadores O Leão, realizada em 1987.

Veja também outras entrevistas no mesmo evento: Antonio de Lemos Antonio Soares Paulo da Farmácia Zeca de Abelardo Rubens de Deus e Azinete Arlindo Santos Walther Lemos e Roberto Lemos Geraldo Lima

 
Publicado em O Tempo Voa - Vídeos | Deixar um comentário

Internauta envia foto de porca

Recebemos do internauta Rodrigo Alves, morador do bairro do Cajá, a foto que registra mais uma vez uma porca fuçando lixo. Cobramos mais uma vez, a ação do senhor Beto Lira, sobrinho do prefeito, que segundo comentários é o responsável pelo problema.

Publicado em A Lupa, Editorial | 2 comentários

Instituto Histórico e Geográfico realizou reunião no último domingo (25)

[portfolio_slideshow timeout=10000, nav=false, size=medium, showtitles=false, trans=scrollHorz, thumbs=false]

Sob o comando do seu presidente, o professor Pedro Ferrer, o Instituto Histórico realizou neste domingo (25) mais uma reunião. Na ocasião, o presidente confirmou a aprovação do novo projeto do instituição pela Chesf, repassando para os consórcios,  em detalhes, a aplicabilidade dos recursos. A reunião contou, mais uma vez,  com um  bom números de sócios onde também foram aprovados, de maneira unânime, algumas homenagens.

Publicado em Editorial | Deixar um comentário

“Vida Saudável” na voz de Nildo Ventura e arranjos de Ery Melo

Hoje trazemos a música VIDA SAUDÁVEL, de Aldenisio Tavares, na voz de Nildo Ventura, com arranjos de Ery Melo, o grande encontro de compositor, interprete e arranjador.

[powerpress url=../mp3/vidasaudavel.mp3] Gostou da música? - Baixe a MP3 Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Fim de Semana Cultural:
Cântico ao Sol (poesia) – Por Luciene Freitas

Quando o sol desponta, nascendo para o dia, canto. Dissipam-se desditas, enfileiradas sombras vão sumindo. Apresento-me ao mundo de braços abertos. Rindo ao ver desabrochar a inocência, sem rumor de pranto. Quando o sol brilha sobre o céu azul, tal qual um manto de luz dourada, desdobrando em claridade o firmamento. Corro em alamedas de flores multicores, ó encantamento e o pensamento acompanha a aurora no manifesto santo. Quando o sol esclarece as trevas me alegro tanto, passo à limpo o caminhar, bendigo os dons que recebi, de joelhos agradeço, enternecida, os dias que vivi e novas estradas percorro em busca de encanto. Quando o sol no horizonte desce, eu já não me espanto. Sem o anoitecer não há o novo dia. Tudo é tão breve. O amanhecer é abraço de esperança, beijo de brisa leve, translação de almas caminhantes da luz, em canto.
Recife,18-06-2005 2.º lugar no Concurso Literário Josepha Máximo Ferreira. UBE – PE. Recife, 07-06- 2006.

Luciene Freitas é escritora, membro da Academia Vitoriense de Letras, Artes e Ciência

Você também é escritor, poeta ou compositor vitoriense? Envie o seu texto para ser publicado no fim de semana cultural. E-mail: contato@blogdopilako.com.br

Publicado em Fim de Semana Cultural | 1 comentário

Fim de Semana Cultural:
Balada de Uma Noite Escura – Por Valdinete Moura

Estava no limbo. Imprensada, imponderável, perdida no escondido de mim. QUERENDO ser feliz, dar risadas, correr pelos campos, amar. Só entendia de chorar, de errar, não encontrar. Ou, encontrando, achar errado. Sofrer. Entendia mais de perder do que de qualquer outra coisa. Foi o que aprendi. Mesmo quando me ensinavam rindo, dizendo é para o seu bem. Para o meu bem? guardar a boneca que era minha? da menina que eu era? pra não estragar. Cresci e a boneca ficou lá na sua caixa. Inteira, vestido limpinho, cabelo novinho. Também! Quem quer saber de bonecas se no mundo há meninos? Interessantes, eles. Eu queria. Queria dançar, passear de mãos dadas, correr pela praia, ir ao cinema, abraçar, beijar, ser beijada. Não. NÃO! Para seu bem. Uma mocinha precisa se recatar. Não, não e não. Onde estavam os sins deste mundo? Já era uma mocinha (todo mês, a certeza) e os sins não para mim. A boneca já não interessava mais; os meninos, sim. Antes, escondida, brincava com a boneca, com medo. Agora. Com os meninos, também com medo. Eu queria, Não sabia querer? Não me diziam o que precisava ouvir. Perguntas sem respostas. Milhares delas; tantas nem formuladas. Para que? Sempre o mesmo; para o seu bem. Existiam o bem e o mal. Eu sabia. Queria errado? O mal? Era assim, eu? Escondi meu querer diferente no fundo do coração e entrei na forma. Segui. SEGUI? Me levaram: a seguir, a fazer, a querer. E eu?Fui. No limbo, impensada, imponderável. Peso, só em mim, no fundo do coração.

Um dia, eu que não era encontrei alguém que era. Quer a mim como se quer a alguém que se quer. Tão diferente; em tudo. Eu, mulher, adulta, casada, filhos. Adulta? No peso do coração, a dúvida (mais o querer rejeitado); que fazer com casa, marido, filhos? Mas, deve ser assim! Eu, errada? Desvio da natureza? Deve mesmo ser assim? Agora é tarde: filhos. No coração, peso mais pesado, na alma, solidão; no rosto, a mensagem. Você leu, entendeu. Por que agora? Tão tarde. Você, tão diferente. Tudo: a juventude que não tenho mais (você não é velha), a liberdade (ser livre é conquista), o marido, os filhos (pense em você, viva). Amo você, escuto. Não quero. Amo você, não digo, proíbo pensar. Penso, amo você. Só penso você. Não devo, não quero. NÃO!!! Não aguento. Morro (não morra, quero você). Vegeto as horas de minha vida cotidiana. Vegeto e me dissolvo, verme pegajoso agarrado e pré- (conceitos, visões, estabelecimento). Me dissolvo entre nãos externa e internamente. Vou... (Não vá), mais um não! (um sim, a você). Também amo você, sinto, não quero, não digo, não posso, proíbo... e desobedeço. Amo você, grito aos quatro ventos nesta noite sem luar. Grito e ninguém ouve o grito morto na garganta. Amo você, soluço baixinho; só meus ouvidos escutam.

** Conto integrante do livro "Mulheres na Chuva" pela Ilumine Editorial.

Valdinete Moura é escritora, membro da Academia Vitoriense de Letras, Artes e Ciência

Você também é escritor, poeta ou compositor vitoriense? Envie o seu texto para ser publicado no fim de semana cultural. E-mail: contato@blogdopilako.com.br

 
Publicado em Fim de Semana Cultural | 2 comentários

Fim de Semana Cultural:
E lá estava ele (poesia) – Por Elmo Freitas

Impedido de mergulhar nas suas próprias dores Sufocado com suas próprias palavras Febril com seus próprios medos Sórdido com seu próprio eu Perdido nas sombras dos dias Acalentado pelo silêncio da noite Aprisionado no tempo Contemplado com a ilusão Embriagado com a lua Soterrado com a solidão Entorpecido com o silêncio Mergulhado na aflição.

Elmo Freitas - Poeta do "Os Confundidos"

Você também é escritor, poeta ou compositor vitoriense? Envie o seu texto para ser publicado no fim de semana cultural. E-mail: contato@blogdopilako.com.br

 
Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Fim de Semana Cultural:
Circulando (música) por Aldenisio Tavares

[powerpress url=../mp3/circulando.mp3] Gostou da música? - Baixe a MP3 É a força da robótica, é a força da eólica É a luz do sol, o pingo da chuva A energia dos astros, o pasto do boi Fermento - alimento de uma geração Circulando, circulando, circulando a vida Somos palhaços, somos trapezistas Somos ginásticos, somos artistas Circulando, circulando, circulando a vida Somos idéias, idealistas, Somos percussão, percussionistas É a força, é a força da mulher presidente É a força, é a força da molecada Sem estética, sem forma, sem forma, sem nada É a força do ser humano, é o Mano Meneses Em catorze ou quatorze é a seleção E o Brasil vai ser campeão É a força, é a força da internet No exato momento do acontecimento e tal Essa é pra Carlinhos Brown

Aldenisio Tavares é compositor, membro da Academia Vitoriense de Letras, Artes e Ciência

Você também é escritor, poeta ou compositor vitoriense? Envie o seu texto para ser publicado no fim de semana cultural. E-mail: contato@blogdopilako.com.br

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Fim de Semana Cultural:
O Jovem Guerreiro (conto) por Arquiles Petrus

Durante o solstício, os membros do vilarejo se reuniam ao redor de uma grande árvore para festejar ao som de flautas e liras, e como já era esperado, fez-se silêncio quando o Sacerdote se aproximou.

Ele vestiu uma túnica de cor escarlate, levou os braços aos presentes e ao pé da grande árvore riscou alguns símbolos na terra branca, dando por iniciados os ensinamentos daquela noite.

Olhou para todos como quem procura alguém, e, ao avistar o jovem guerreiro Guy, filho de Gna, fez-lhe o gesto com as mãos fazendo-o aproximar. Tomou-lhe as armas e roupas, e, em seus olhos disse: Escuta o que te digo, chamarei o velho Mig's e lutarás com ele aqui, ao pé da sagrada árvore.

Guy era o mais forte, maior e o mais valente entre os homens do vilarejo. Sentiu-se, então, confuso ao ouví-lo. Como lutarei com o velho Mig's? Ele não agüentará um sopro sequer e logo cairá morto! - falou com tom seco ao Mestre; porém com outro sinal, o sapiente fez alguém se aproximar.

O velho Mig's aparentava ter mais de duzentos anos, era coxo e não enxergava de um dos olhos. Aproximou-se com certa dificuldade, fazendo o Sacerdote riscar algo no chão dando início à luta.

O jovem se movimentava com alvoroço: ia de um lado para outro, talvez pensando de qual forma ia fazer cair o velho indefeso; fez gestos com a boca e logo correu em direção a ele, como quem ataca um lobo em noite de caça. O velho esquivou-se. Bateu-lhe com uma das mãos e fez cair o jovem ao chão. Levantou-se furioso. Determinado. Rápido.

Pegou-lhe pelas pernas e quis derrubá-lo. Nada. E o velho Mig's se esquivava, mal demonstrava cansaço e com poucos gestos, fazia cair o valente guerreiro.

Quando o jovem Guy já não agüentava mais estando estirado na terra branca, o Sacerdote interveio e todos os presentes sussurravam atônitos; Yag, o ferreiro, logo questionou: Como poderia o maior entre os guerreiros se esbandalhar para um velho coxo e cego?

O Sacerdote apenas sorriu ao indagá-los: - Quem entre vós, mais cedo ou mais tarde, não acaba sendo vencido pela Velhice?

Arquiles Petrus - Escritor membro da Academia Vitoriense de Letras

Você também é escritor, poeta ou compositor vitoriense? Envie o seu texto para ser publicado no fim de semana cultural. E-mail: contato@blogdopilako.com.br

 
Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Fim de Semana Cultural: Augusta Ladainha (poesia) – Por Darlan Delarge

À Augusto dos Anjos.
Cantou ao tamarindo de sua vida, sonetos da putrefação do homem no âmago intestinal que o consolida dizia coisas que por dentro consomem.
Me vi junto a vermes, corvos, carneiros... seguindo um fantástico caixão, Celebrando a chegada do poeta coveiro que cavava dos sepulcros a bela Canção:
"Foi assim como na sua profecia: morreu aos trinta de pneumonia. Enfermo, então veio a perecer.
Mas o contrario de teu corpo, poeta,
aquém dedico minha Litania,
os teus versos hão de nunca apodrecer."

Darlan Delage - Poeta "Os Confundidos".

Você também é escritor, poeta ou compositor vitoriense? Envie o seu texto para ser publicado no fim de semana cultural. E-mail: contato@blogdopilako.com.br

 
Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Ninguém lembra mesmo…

Hoje (23) no programa NA BOCA QUENTE da Rádio Vitória FM, que ultimamente vem dando uma esfriada danada, contou com a participação da Secretária da pasta das Ações Sociais da Prefeitura. Muito bem, toda vez que a rádio, que é de propriedade do prefeito, recebe uma pessoa para falar sobre a situação da gestão do Governo de Todos, o diretor da mesma, Luís Carlos “retira” da cadeira o apresentador Paulo Roberto e assume o comando do programa, passando para os ouvintes uma má impressão que Paulo seria incapaz de conduzir uma entrevista.

Ainda falando sobre o programa de hoje, o amigo Luís Carlos, que em certos momentos fala mais que o entrevistado e atua como uma espécie de porta voz da Prefeitura, quis fazer uma média com o secretariado tentando citar os nomes do pessoal, mas acabou cometendo uma gafe de esquecer do Secretário de Infraestrutura que é o senhor Rivaldo Melo, que segundo comentários é lá da cidade do Moreno. Como se vê se nem Luís Carlos tá lembrando dele, imagina a população que só viu o sujeito na tela da  globo dando entrevistas sobre os atrasos e descasos com a Praça da Matriz e o Loteamento Real.

Publicado em A Lupa, Editorial | Deixar um comentário

Denúncia contra o Juizado Especial Cível e Criminal de Vitória

Amigo Pilako, Com os nossos cordiais cumprimentos, vimos pelo presente, parabenizar e desejar cada vez mais sucesso a este Blog que é um grande órgão de comunicação em nosso Municipio, e sabendo da seriedade de todos que fazem esse Blog, tomamos a iniciativa de encaminhar e pedir se possível publique esta denuncia contra Juizado Especial Cível e Criminal da Vitória de Santo Antão, pela falta de acessibilidade em seu prédio, que é alugado. Nós da ADVISA desde 2008 que denunciamos este não cumprimento ao Decreto nº 5296/2004 (Lei da Acessibilidade), e abaixo estão cópias dos emails enviados pela nossa Associação para Ouvidoria Judiciária em 2009, já que a Promotoria e o Fórum local não tomaram nenhuma providência, e uma foto mostrando este descaso, fizemos também essa denuncia ao Conselho Estadual da Pessoa Com Deficiência - CONED e até hoje nada foi feito, estamos em 2011. Alexandre Rogério do Nascimento Presidente da ADVISA

1º email enviado para Ouvidoria:

A ADVISA - Associação dos Deficientes da Vitória de Santo Antão, vem fazer a denuncia que Juizado Especial Cível e Criminal da Vitória de Santo Antão não tem nenhuma acessibilidade, já enviamos vários oficios para a Promotoria e para o Fórum de nossa Cidade, já se passaram mais de dois anos e nenhuma providência foi tomada, então estamos levando ao conhecimento de V. Exa., temos fotos, e se nos enviarem um email, enviaremos as mesmas, mostrando a escadaria na entrada, banheiros não adaptados. São queremos que o Judiciário cumpra a Lei de Acessibilidade, para que possamos exigir de outros Órgãos, sem receber a resposta que recebemos de alguns empresários que é "Se o Judiciário não cumpre a Lei porque eu sou obrigado a cumprir"!

Ouvidoria - Mail-In Ilmo Sr Ref. Registro nº 00787/2009 Segue, abaixo, resposta da Diretoria de E...08/04/09

Ilmo.Sr Ref.Registro.nº.00787/2009 Segue, abaixo, resposta da Diretoria de Engenharia e Arquitetura deste TJPE sua solicitação, registrada nesta Ouvidoria sob o nº 00787/2009, datada de 02 de março do corente ano.

"Informamos que a gerência de Arquitetura não está indiferente a Lei de Acessibilidade. No caso do prédio onde funciona o Juizado de Vitória de Santo Antão, já vistoriamos o local onde constatamos a impossibilidade de adequação...A Juiza informou que costuma atender os casos especiais no pavimento térreo...Algumas opções (novo imóvel) já estão sendo verificadas junto a corretores para que a Diretoria de Engenharia e Arquitetura proceda à vistoria.

Recife, 27 de março de 2009. Carmela da Costa Cardozo - Gerente de Arquitetura. Atc., Ouvidoria. Judiciária Flávio Japiassa

Alexandre Rogerio do Nascimento para Ouvidoria ASSOCIAÇÃO DOS DEFICIENTES DA VITÓRIA DE SANTO ANTÃO - ADVISA 11/04/09

Ilmo.Sr. Agradecemos a atenção, e esperamos que esta troca de imóvel seja breve, porque mesmo a Juíza atendendo no pavimento térreo, para se ter acesso ao mesmo, existem cinco degraus de escada logo na entrada, tornando o acesso totalmente impróprio.Visto que, tanto a NBR 9.050 de 31 de maio de 2004 - Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos, quanto AS NORMAS DA ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas. Para adquirir as normas sobre acessibilidade, entre em contato com o Centro de Informações Tecnológicas (CIT). Telefone: (11) 3017-3645 / 3646. E-mail: cit@abnt.org.br. www.abnt.org.br, mostra que não estamos pedindo favor e sim que seja cumprida a Lei, principalmente por se tratar de um prédio onde funciona um Órgão do Poder Judiciário. Atc.

Alexandre Rogério do Nascimento Vice-presidente

Alexandre Rogerio do Nascimento para Ouvidoria - 20/07/09

AMIGO FLÁVIO,

Esperamos três meses do ultimo email e nada foi feito, ficamos triste em ver o Poder Judiciário do nosso Estado não cumprir o Decreto Federal nº 5296/2004. Vemos que nem o Judiciário respeita as Leis, mostrando que as Leis foram feitas para não sair do papel. A ouvidoria nos relatou no seu ultimo email, que não está indiferente com acessibilidade, mas deixar o Juizado funcionar numa casa alugada e sem nenhuma acessibilidade, para nós isto se chama ESTAR INDIFERENTE AS LEIS E DECRETOS, acho que vocês devem olhar no Aurélio o significado da palavra INDIFERENÇA porque vocês não estão sabendo. Eu convido todos os Ouvidores para sentarem numa cadeira de Rodas (nós disponibilizamos as Cadeiras com os nossos sócios) para adentrarem no prédio do juizado de Vitória de Santo Antão, se vocês conseguirem subir os degraus com as cadeiras, nós assumimos que somos indiferentes.

Atenciosamente, Alexandre Rogério do Nascimento Presidente da ADVISA

Ouvidoria - Mail-In para Alexandre Rogerio do Nascimento - 21/07/09

Prezado Senhor Estaremos diligenciando perante a Diretoria de Engenharia deste TJPE.

Ficamos à disposição Etc Ouvidoria Judiciária Marcela
Publicado em Editorial | 1 comentário

Prof. Pedro Ferrer reforça convite para vitorienses

O Presidente do Instituto Histórico e Geográfico da Vitória, Prof. Pedro Ferrer, reforça em vídeo, o convite para toda a população vitoriense participar do Concerto de Músicas Clássicas, que será realizado neste domingo, às 17h, na Igreja Matriz de Santo Antão. Confira:

Publicado em Editorial | 2 comentários

Mais Gambiarras na cidade!

Conforme postamos na manhã de hoje (23), onde flagramos trabalhadores da Prefeitura por volta das 8h30, tentando resolver o problema da esburacada via por baixo do Viaduto do Cajá. Muito bem, por volta de meio dia nossas lentes registraram os serviços do tipo GAMBIARRA que foram realizados naquela via.

Ora, esse tipo de serviço, com material impróprio, já foram realizados em Estrada Nova em poucas semanas atrás e o resultado todos nós já conhecemos. O Prefeito, o vice e o secretariado do Governo de Todos, precisam entender que a população não está lhe pedindo favor, nem muito menos dinheiro emprestado, muito pelo contrário a população está pagando os seus salários, que aliás não são baixos, para trabalharem pela cidade. Fica ai  mais um registro da falta de respeito por parte desta gestão com o povo da cidade como também com  os princípios que norteiam a administração pública.

Leia também: Viaduto do Cajá

Publicado em A Lupa, Gambiarra | 1 comentário

O Tempo Voa em Vídeo: Antonio de Lemos

Antonio de Lemos sendo entrevistados por Bartolomeu, durante festa dos 85 anos do Clube Abanadores O Leão, realizada em 1987.

Veja também outras entrevistas no mesmo evento: Antonio Soares Paulo da Farmácia Zeca de Abelardo Rubens de Deus e Azinete Arlindo Santos Walther Lemos e Roberto Lemos Geraldo Lima
Publicado em O Tempo Voa - Vídeos | Deixar um comentário

Vídeo quase flagra acidente na Av. Henrique de Holanda.

Recebemos do internauta José Severino, o vídeo registrado ontem (22), onde um motoqueiro quase provoca um acidente com um ciclista na Av. Henrique de Holanda. Fiquemos atentos, Vitória está cheia de motoqueiros como este:

.

 

Publicado em A Lupa, Editorial | Deixar um comentário

IHGVSA convoca seus sócios para reunião, no próximo domingo

A diretoria do Instituto Histórico e Geográfico da Vitória, na pessoa do seu presidente Prof. Pedro Ferrer, convida a todos os Sócios do IHGVSA para participar da reunião que se realizará no dia 25 de Setembro, às 9h30 no Salão Nobre daquela instituição.

 
Publicado em Editorial | Deixar um comentário

Será que é por falta de dinheiro mesmo?

Na conhecia Rua dos Borgues, na Rua Mané Garrincha e na Rua Santa Teresa, a situação está tão complicada, que até parece que aquela localidade foi acometida de alguma catástrofe. Motoristas, motoqueiros e principalmente moradores não sabem mais a quem recorrer na tentativa de resolver o problema, afinal já faz quase três anos do governo do senhor Elias Lira e a Prefeitura não têm dado a devida atenção aos moradores daquela comunidade. A população fica se perguntando: será que é por falta de dinheiro mesmo ou é tudo é programado, mas só para ser feito próximo das eleições? Ações simples como tirar mato das calçadas, desentupir esgoto e tirar lixo das ruas precisam de tanto dinheiro assim? Ora, não seriam obrigações da LOCAR, que é uma empresa responsável em fazer justamente esse serviço? Tapar buraco é tão complicado assim? Ou seria falta de respeito mesmo, com a população?

Publicado em A Lupa, Editorial | 3 comentários

O Tempo Voa: Dia de Festa (1971)

Foto: acervo pessoal do blogueiro

Foto registrada durante um dia de festa, na casa de Zito Mariano, na Av. Silva Jardim. Sentadas: Luciana, Alzira, Laura e Eliane. Em pé: Toco e Pilako.

Publicado em O Tempo Voa | 2 comentários

Viaduto do Cajá

No dia de ontem (22) postamos uma matéria sobre a difícil situação dos pedestres, motoristas e motoqueiros que transitam na via por baixo do conhecido Viaduto do Cajá com relação aos buracos. Na manhã de hoje (23), por volta das 8h30 nossas lentes flagraram homens da Prefeitura trabalhando na via para resolver o problema.

Publicado em A Lupa, Editorial | 2 comentários

“São João na Vila” de Benedito de Cachoeirinha.

"SÃO JOÃO NA VILA", composição de Benedito de Cachoeirinha, na voz de Nildo Ventura e Ricardo Rico. Na foto o encontro do maestro Wendell Nogueira com esses dois grandes interpretes vitorienses.

[powerpress url=../mp3/saojoaonavila.mp3] Gostou da música? - Baixe a MP3 Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Da boca para fora

Jornal da Vitória - Edição nº 193 - Setembro de 2011- Pág. 07

Em matéria do Jornal da Vitória (última edição) do amigo José Edalvo, o prefeito Elias Lira ressaltou a lealdade “canina” do secretário Paulo Roberto: “Muito mais do que um secretário do meu governo, Paulo Roberto é meu amigo” continuando “ele é um dos poucos que me acompanha desde o início da minha vida pública, sem nunca ter mudado de lado”.

Muito bem, o que se comentou nas rodas políticas da cidade por ocasião dessas declarações do prefeito, é que parece que ele dá um tratamento de “segunda linha” aos secretários, que um dia já foram seus opositores, comentou-se também, que se Elias desse esse “valor todo” à Paulo, o mesmo não teria anunciado sua saída do governo na imprensa.

A boca miúda fala também, que se Paulo tivesse mesmo esse cacife todo com Elias, ele estaria no lugar de Barbosa, que é lá da cidade de Belo Jardim e atua como uma espécie de Gerentão na gestão do Governo de Todos e goza de total confiança do chefe. Sendo assim, suas declarações serveriam apenas como um "freio de arrumação" em ano pré eleitoral para aparar as "plumas das vaidades".

Prefeito Elias Lira, o Vice Henrique Filho e o seu Secretário do Planejamento Barbosa, que é de Belo Jardim - Foto: CIEE/PE

Publicado em A Lupa, Editorial | 2 comentários

O Tempo Voa em Vídeo: Antonio Soares

Antonio Soares sendo entrevistados por Bartolomeu, durante festa dos 85 anos do Clube Abanadores O Leão, realizada em 1987.

Veja também outras entrevistas no mesmo evento: Paulo da Farmácia Zeca de Abelardo Rubens de Deus e Azinete Arlindo Santos Walther Lemos e Roberto Lemos Geraldo Lima
Publicado em O Tempo Voa - Vídeos | 4 comentários

Cenas do Trânsito “Salve-se quem Puder”

Publicado em Editorial | Deixar um comentário

Cores e seu bom uso na decoração – Vermelho, Roxo e Lilás

Bom estou percebendo que vocês tem apreciado bastante, mas nossa série ainda não acabou e hoje veremos mais algumas cores.

Vermelho

Cor forte, lembra a vida, fogo, velocidade, ação,  sangue; esfuziante, agressiva, sensual. Chama a atenção, se percebe à distância. Tão excitante que ativa a circulação ao olharmos para ela, não é para qualquer personalidade ter paredes vermelhas em casa! E acho que ninguém suporta ficar muito tempo em um ambiente todo vermelho.

Por isso, vejam, nas fotos abaixo, que muitas vezes ele é usado com o branco, muito branco. Funciona melhor em climas quentes ou moderados, nos climas quentes a tendência a cansar e causar estresse aumenta.

Para usar o vermelho puro (ou seus tons mais intensos) é necessário espaço amplo ou pode-se ousar em lavabos, que são áreas onde as pessoas ficam pouco tempo. Quartos que usam vermelho conseguem a sensação de aconchego quando este vermelho é atenuado ou “acrescido” de um pouco de azul, puxando para o roxo, ou escurecido, indo para o vinho ou bordô.

O vermelho pode ser usado em quartos de bebês, mas com muito cuidado e em pequenos detalhes, principalmente até o 3º mês de vida.

As combinações de vermelho com branco dão sensação de alegria; Vermelho com laranja e/ou amarelo também (é preferível ter uma base neutra para usar esta combinação de cores); Vermelho escuro com lilás, roxo, rosa, dá um tom de sensualidade e mistério, dependendo das tonalidades usadas, de aconchego, que ficam ótimos em quartos. Duas combinações que adoro, devido a clima sofisticado que conferem são o vermelho com o marrom e o vermelho com o cinza. Sendo os vermelhos mais fechados acentuam também um tom masculino na decoração.

Já que estamos perto, vamos ver o ROXO E O LILÁS.

Continuando nossa viagem pelas cores, que começou no POST CORES (Cor branco), vou falar hoje sobre não uma cor, mas uma família que tem muitos nomes: Do lilás mais clarinho até o roxo mais fechado.

Estas cores são elaboradas pela  combinação de 2 outras – VERMELHO e AZUL que,  dependendo da quantidade de cada uma  na combinação e da quantidade de cinza (atenuação), produz sensações tão diferenciadas que acho muito rico falar de todas juntas. Vejam abaixo: As cores sobre as quais estamos falando são o grupo formado pelas 3 colunas centrais deste semi-círculo:

Quanto mais para a esquerda, mais vermelho há na mistura VERMELHO + AZUL e quanto mais para a direita, mais azul. Quanto mais para fora do semi-círculo, mais atenuada (e clara) é a cor.

Perceba que quanto mais escura , mais a cor é “masculina“, forte, quanto mais clara, mais é “feminina“, delicada. Vejam como ela é versátil neste aspecto, coisa que não acho tão pronunciada com as outras cores (compare no círculo completo ao lado). Acredito que isso se deve à riqueza desta combinação de vermelho e azul, que são 2 cores que trazem sensações bem diferentes e contrárias (sangue, paixão , paz, tranquilidade, amor sereno).  Ou estou viajando demais?!?

Por isso essa família pode ser usada em todos os ambientes, com ótimo efeito. É só mudar a atenuação e, muitas vezes, usar o branco para não pesar no ambiente. Não é legal? (Eu adoro estas cores, precisa falar?). Então, vamos aos exemplos:

Lilás quase branco, ótimo para quartos de bebê, traz tranquilidade, suavidade.

Lilás mais forte, mas ainda "feminino", quase rosa. Muitas adolescentes gostam desta cor nos seus quartos.

Um lilás agora puxando para o azul, ótimo para um quarto de casal, tem um quê de tranquilidade com alguma sensualidade.

Agora um tom mais fechado, indo para o roxo, também ótimo para quartos de adolescentes e adultos que gostam de ousar

Aqui o roxo bem escuro e fechado leva uma certa austeridade para a sala, que fica mais "masculina", séria. Pode ser usado em um quarto de menino adolescente, por exemplo.

Uma sala com o mesmo tom de lilás da 3ª foto acima, "feminina", delicada, mas sensual.

Aqui um tom forte, chamativo, sensualíssimo e nada delicado

Um tom mais atenuado.Vejam que não passa a sensação de sensualidade, é mais sério e clássico.

Edson Santos Designer e Artista plástico edsonsantos@blogdopilako.com.br
Publicado em DecorArt | 6 comentários

Só piorando…

O motorista e os motoqueiros que estiverem trafegando pelo bairro do Lídia Queiroz no sentido Vitória/Escada e for pegar a BR 232 tem que redobrar a atenção, por conta de um enorme buraco. Segundo pessoas da localidade, há muito tempo que os esgotos correm a céu aberto em cima daquela via, só piorando a situação.

Publicado em A Lupa | 1 comentário